terça-feira, 29 de março de 2011

Grupo Mensagem - Deus onipresente - Mensagem IN Palco 25 anos

quarta-feira, 16 de março de 2011

As vezes leva quinze minutos; outras vezes um ano

Olá. tudo certo?
Bom, estava eu hoje olhando o repertório e enviando algumas amostras de músicas pra pessoas interessadas e peguei uma pra enviar, mas primeiro estava escutando para saber qual das gravações estava melhor e quando comecei a escutar logo me veio um filme na cabeça de vários momentos desta canção.
É que na verdade esta é uma das músicas que mais me identifiquei e que mais me deu trabalho pra compor, pois levei mais de um ano pra escreve-la.
Eu precisava de uma música para o CD "vinde a mim" do Grupo Mensagem e nada me vinha a mente, e também estava esperando a música de um amigo meu. Comecei a escrever e escutar referências e, de repente, me veio uma linha melódica e um trecho com a seguinte frase: "Tu És Deus maravilhoso de uma bondade singular", contudo o resto não me encaminhava, eu lia a bíblia escrevia um pouco, rabiscava, apagava, começava de novo e nada só me vinha melodia, e letra que é bom, nada! Eu já fiz algumas música que me levaram um bom tempo, mas foi no máximo 4 meses, porém esta estava latente na minha cabeça e ficou por um bom tempo sem um trégua pra minha imaginação. Normalmente leva-se algum tempo pra se compor, no meu caso, claro. Em um casamento recente que fui convidado, por motivo de vários compromissos com o grupo de início de ano, eu fui fazer a música no dia do casamento, faltando 3 horas pra começar o mesmo. Falta de consideração? "Considere" isso você, pois pra mim foi falta de criatividade, tempo e inspiração, mas no final deu tudo certo e a música ficou, na opinião de quem ouviu, muito boa e foi feita em 15 minutos.
No caso da música "Os campos estão brancos" cujo tempo levou mais do que eu queria, porém no tempo de Deus, ela não foi para o nosso álbum, foi começar a ser ensaiada um ano e pouco após o lançamento do CD e mesmo assim eu estava insatisfeito com a música, pois pra mim, faltava ainda uma parte final depois do trecho "os campos estão brancos, os sinais já se anunciam", depois de ensaiar até o fim e sempre no final da música eu cantarolar mais um trecho resolvi escrever. Fui para meu escritório, li um trecho de apocalipse e escrevi o seguinte: "Muito em breve Cristo irá voltar e sua face iremos contemplar, Hosana.
Ouviremos anjos a cantar em forte coro: Emanuel, Glória a Deus". Depois achei interessante voltar ao coro.
 Porque as vezes é tão difícil compor determinado assuntos? Porque leva-se tanto tempo pra se escrever algo que quando se ouvi a música parece tão obvia?
Acredito que o que falta as vezes é saber do que se fala, cada dia que passa me é mais difícil ser mais sincero e verdadeiro, cada dia que passa torna-se mais difícil escrever uma música que eu me identifique, que ela faça parte total de mim, letra com conteúdo e que faça pensar e não apenas mero entretenimento e com melodias  com belas harmonias e cantores de alto nível, porém confio em Deus e o que ele pode fazer através de meus dons e sei que as vezes ele quer algo bem lapidado, direto, contundente e que todos entendam. As vezes leva quinze minutos; outras vezes um ano.

video

terça-feira, 15 de março de 2011

A Nossa hora é antes, nos ensaios

Bom dia, boa tarde, boa noite.
Gente, é muito comum acontecer em apresentações de grupo, solista e instrumentistas, ou seja, músicos em geral uma postura e uma falsa certeza que eu chamo de "Download Divino".
Tem acontecido a falta de preparo na hora de uma apresentação, falta de comunhão, preparo musical e domínio do momento por simplesmente acharem que Deus vai ajudar no momento, contudo, esquecem de que "Deus ajuda quem cedo madruga". Acabam se esforçando em comunicar aplicam muitas vezes todo o seu potencial musical, porém muitas vezes exageram ou em muitos casos até camuflam, porém saem frustrados da apresentação.
Lembrem-se que devemos sair de uma apresentação também renovados e inspirados por nossas canções. Não estou falando, claro, de se orgulhar de seus feitos, mas ter a certeza de que Deus sempre esteve no controle.
Isso muitas vezes acontecem, repito muitas vezes acontece, não quer dizer que a cada vez que acontece esse é o motivo, quando não nos preparamos de forma ideal antes. Lembre-se sempre, somos comunicadores, portanto devemos sempre nos preparar pra comunicar da melhor maneiras nossas mensagens e é pra isso que servem os ensaios, para você imaginar como fazer as coisas, de que forma vai cantar, que tipo de pessoas na apresentação próxima serão colocadas as nossas opiniões, como e quando colocar certos tipos de música e por ai vai. Devemos fazer a nossa parte, treinar, aperfeiçoar e pensar numa forma nova, dinâmica, diferente de alcançar pessoas e esta hora tem que ser feita da mesma forma que se faz no ensaio, pois você leva pra frente o que você faz no ensaio. Se seu ensaio é medíocre é muito provável que a apresentação não será muito diferente. É claro que Deus usa e milagres acontecem, mas lembre-se que milagres acontecem de acordo com a necessidades ou seja, Deus faz milagres sim, mas quando o ser humano já não pode mais fazer.
Na hora do"vamos ver" não é hora de "eu me comunicar, de eu cantar", mas sim de Deus aparecer; a nossa hora é antes nos ensaios, portanto seja prudente, seja responsável, pois depois ficar forçando a barra só sairá mensagens vazias. Deus pode até te usar, mas pra você? Fez diferença?

sexta-feira, 11 de março de 2011

Rir, em muitos casos, ajuda.

Salve pequeno povo mui feliz.
Já tinha comentado uma vez sobre cantar qualquer um canta, e se apresentar é outra história.
Afinal de contas existem um monte de gente bem afinada e canta maravilhosamente bem, contudo não traz junto de si alegria ou a expressão necessária que todo bom comunicador deve ter.
Por isso as vezes a programação de uma hora parece um pouco mais parada e longa, mas o que ajudou a não obter um resultado mais desejável foi a sua interpretação a sua mensagem que poderia acrescentar um pouco mais de brilho com algumas ferramentas bem interessantes de se utilizar quando necessário e ajuda a manter o foco numa apresentação cujo o objetivo principal é que pessoas saiam de lá entendendo o que você quis transmitir, que, no nosso caso, são mensagem eternas de salvação.
Segue então uma dica bacana e, que comigo, tem funcionado muito bem e ajudado o tempo passar, aparentemente, rápido.
Faça as pessoas rirem em um momento oportuno. Indiferente de que forma você começou, mas lembre-se sempre de começar chamando atenção do ouvinte, em algum momento você deve trazer descontração, pois um breve momento de descontração e riso acrescentam mais alguns minutos a sua preciosa programação. Faça apresentação do grupo que você canta de forma bem humorada, cante hinos congregacionais que façam todos participarem e abrir um sorriso, conte alguma situação hilário que já aconteceu em apresentações passadas e quando estiver terminando seria bom você ir diminuindo o ritmo e começar algo solene. Certamente você terá mais uns 20 a 30 minutos de programação sem que haja queixa, mas lembre-se de terminar no momento em que todo ainda prestam atenção em sua mensagem e termine assim para que haja vontade de ouvir novamente o que se tem a fala e cantar.
Uma apresentação musical é algo muito importante e divinal, portanto o que você tem para dizer (cantar) faça de maneira objetiva e direta e não perca tempo, portanto utilize de artifício que ajudem as pessoas a não perderem a atenção nas mensagens ali apresentadas e, por isso, rir, em muito caso, ajuda bastante.
video
Grande abraço e até mais.

quinta-feira, 10 de março de 2011

O preconceito musical!!

 Muitas vezes tomamos a liberdade de dizer que tal e tal música são musicas de Cristão e outras não, porém a maiorias das vezes, para não dizer todas, estamos calcados em nossos gostos musicais adquiridos na maior parte em nossa pobre experiência cultural e musical.
 Costumamos fazer cara feia com certas músicas ou concluir que ela não vem de Deus sem ao menos escutar a letra e nem mesmo saber sua origem de composição para já termos um veredito sobre tais melodias e arranjos. Por nos faltar uma visão melhor do mundo que nos cerca, por termos ainda uma visão ofuscada de que Deus é um Deus criativo e não para de criar é que tomamos certas posições que apenas nos deixa fora de experiências musicais e importantes até mesmo para nossa vida cotidiana, afinal, música é uma forma de expressar uma opinião sobre  qualquer assunto.
 Quantas vezes ouço pessoas dizendo que adoram musicas de um quarteto chamado Gaither Vocal Band, mas você sabe que estilo de música eles cantam? Country Music ou seja, musica sertaneja americana, isso mesmo. Ela deixou de ser de Deus agora? Então porque não se toca sertanejo nas nossas? Ouvimos um Jazz gostoso combinando maravilhosamente para um dia de tarde chuvosa, porém você sabe o que é Jazz? Pra mim ele seria o MPB americano, porém se fizermos isto em nossas igrejas pode causar um grande transtorno. Não estou aqui levantando bandeira e tentando criar um grupo de protesto, de forma alguma, pois meu objetivo jamais será criar uma separação ou divisão na igreja, pois, se caso isso aconteça, terei a certeza de que Deus não está comigo e nem com minha opiniões, afinal esta escrito: "Portanto, pelos seus frutos os conhecereis" Mateus 7.15-20" e se os fruto de minhas opiniões, na presente situação, não traz união é porque não é uma boa mensagem. Mas vou um pouco além. Há uma canção muito lindo com uma letra maravilhos que canta mais ou menos assim: Há um país nas terras de além rio cheio de flores e prazer sem fim...Bom, a sua origem não é cristão e muito menos a letra mais conhecida dela seria cristã. Esta musica é uma melodia tradicional Irlandesa e sua melodia mais conhecida chama-se Danny boy. Danny Boy - (Frederic E. Weatherly) - a letra em inglês foi escrita no início do século 20, mais precisamente em 1910 com canção composta em 1913
Elvis Presley a gravou em 1976 sendo lançada no mesmo ano no disco From Elvis Presley Boulevard. A versão de Elvis pode ser considerada uma das melhores, segundo aqueles que a ouviram. Uma das muitas versões fez parte do filme "Memphis Belle: A Fortaleza voadora" e também alguns desenhos animados que já vi quando pequeno. há muitas outra músicas que não tem origem cristã, mas foram incorporadas e nosso custos e hinários:  Vencendo vem Jesus, Saudades e até mesmo o hino nacional Alemão e também muitas musica negro espiritual que na maioria da vezes não havia letra e sim apenas uma melodia melancólica cantadas em lamentos por escravos americanos.
Todos tem sua visão do que é música boa ou não e ão entremos em discussão com isso, porém devemos estar ligado a Deus para nos livramos do preconceito e cometer os mesmo erros do passado de selecionarmos no lugar de Deus o que é e o que não é certo. Há gostos diferente e devemos respeita-los e não julga-los santo ou profano, particularmente não gosto de música sertaneja, contudo não posso agora baseado em meu gosto dizer que ela não pode ser usado para levar as boas novas a outras pessoas.
Portanto tomemos cuidado com nosso coração e gosto para que eles não atrapalhem outros a acharem a 
pela música.